<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d4197132226586187837\x26blogName\x3dvad\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://voandoaderiva.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://voandoaderiva.blogspot.com/\x26vt\x3d-8192848790466781601', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
+












domingo, 1 de novembro de 2009

deste mágico braga

digo muitas vezes que o braga é muito mais que um clube, numa expressão que decalco sem pudor do lema do barcelona. digo-o a todos os estrangeiros com quem falo sobre futebol, aos que conhecem, aos que já ouviram falar ou aos que já viram o estádio. poucos percebem o que lhes quero dizer com isso, mas os que percebem sorriem com cumplicidade: desde o italiano que se envaidece por eu conhecer o pescara ao valenciano nostálgico a recordar os anos de ouro do levante.

quem percebe o que digo sabe que falo de uma história de amor destinada a um final trágico, mas conhece também o sabor do caminho que o antecede: os jogos que nos enchem de orgulho, os jogos que desiludem, o tempo do jogo que passa tão rápido como devagar demais, os dias que voam após os jogos bons e os dias que parecem esticar depois dos jogos maus.

quem percebe o que digo conhece bem o amargo da sucessão de jogos que desiludem e em que a esperança corre menos que o tempo, da sucessão de dias infinitamente grandes. mas quem percebe o que digo sabe também que o sabor de apenas uma vitória, de uma pequena conquista, é muitas vezes suficiente para esquecer todos aqueles jogos, todos aqueles dias. quem percebe o que eu digo sabe que é magia a explosão que um golo provoca, tal qual fogo-de-artifício humano entre a dança das cores e a euforia dos gritos.

e quando o jogo termina, quando abandonamos o estádio, ainda suspiramos de deslumbramento. talvez nem tenha acontecido assim, talvez tenha sido apenas uma ilusão; afinal, foi bom demais para ser verdade. este ano a magia tem acontecido todos os jogos e, no fim de cada um deles, aconteça o que acontecer no próximo, temos a certeza que já valeu a pena.

e é por isso que não queremos ser grandes: não queremos perder a magia que faz de nós enormes.


escrito por by joão martinho Email post



Remember Me (?)



All personal information that you provide here will be governed by the Privacy Policy of Blogger.


« Home | sophie madeleine » //-->





mágico vinte e um.

Posted by Anonymous maryanne #  

~Oo°~

Post a comment :