<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d4197132226586187837\x26blogName\x3dvad\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://voandoaderiva.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://voandoaderiva.blogspot.com/\x26vt\x3d-8192848790466781601', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
+












sábado, 28 de novembro de 2009

sr chinarro #1

o sr chinarro é um simpático andaluz que faz da melhor música escrita em espanha. é cantautor, mas as músicas que toca não são, na maior parte das vezes, músicas de desgostos amorosos. entre a ironia, o humor e a poesia, sr chinarro conta estórias de lugares bonitos, de personagens curiosas e da sua biografia.

quando o meu afilhado martim estava para nascer, tentei convencer os meus compadres a ouvir atentamente a "g. g. penningstone", música que ele dedicou ao filho. há uns dias tentei convencer o paulo, também recém-pai de um martim, do mesmo. falhei nos dois casos: o espanhol faz comichão e eles desistiram rápido.

gostava que eles tivessem atentado à letra, porque se o tivessem feito ter-se-iam apercebido que são mesmo bonitas as palavras que ele dedica ao filho. e ele diz-lhe assim: "é, aqui, à escola de mi menor (eu em tamanho pequeno)/bastante parecido a mim/que agora canto o meu pequeno" (...) "e o teu idioma, que não sei qual é, é parecido ao irlandês. mas a choradeira, essa, eu compreendo: tens fome ou vontade de brincar, não consegues segurar-te em pé. não vou dar-te o meu telemóvel." (...) "dar-te-ei trinta beijos em cada bochecha e desfarei a barba, tudo por g. g. penningstone".

esta tradução sofrível faz a música parecer bastante foleira, mas a intenção era boa. podem ouvi-la aqui abaixo em versão ao vivo e, se gostarem, podem sacá-la daqui, em versão do álbum, com uma qualidade bem melhor.



escrito por by joão martinho Email post



Remember Me (?)



All personal information that you provide here will be governed by the Privacy Policy of Blogger.


« Home | + » //-->





se não fosse eu a pedir-te para pores o sr. chinarro a tocar, este post não existia! ;) sou a melhor irmã do mundo. :D

Posted by Anonymous maryanne #  

~Oo°~

Post a comment :