<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d4197132226586187837\x26blogName\x3dvad\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://voandoaderiva.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://voandoaderiva.blogspot.com/\x26vt\x3d-8192848790466781601', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
+












segunda-feira, 19 de julho de 2010

da injustiça


© getty images


Andy Schleck pode ter perdido hoje a oportunidade de vencer o Tour de France pela primeira vez. Não por culpa própria, não porque os adversários foram melhores, mas por uma falha mecânica na bicicleta e por uma completa falta de carácter dos principais adversários.

Depois de um ataque que deixou os adversários directos colados ao chão, Andy Schleck ganhou espaço precioso e, mesmo com o peso de Vinokourov na sua roda, poderia ter ganho alguns segundos importantes, especialmente a Contador.

O problema foi que, logo a seguir ao ataque, a corrente da bicicleta saltou e Andy Schleck teve de parar e trocar de bicicleta. Nos entretantos, Contador, Sanchez e Menchov (segundo, terceiro e quarto da geral) ultrapassaram o camisola amarela e ganharam uma vantagem de trinta e nove segundos no final da etapa, o suficiente para Contador roubar a amarela.

E o "roubar" que escrevo não é nada inocente, é sim um lamento pelo facto de o Tour que estava a ser um dos mais emocionantes dos últimos anos seja decidido não pela capacidade dos ciclistas, mas por um azar e pela falta de fair play.

Uns dizem que apesar da falta de carácter Contador é um grande campeão, eu fico triste em constatar que o tempo dos que para mim são os grandes campeões do ciclismo terminou nas lutas entre Armstrong e Ulrich - o primeiro esperou pelo segundo em 2001, o segundo pelo primeiro em 2003.


escrito por by joão martinho Email post



Remember Me (?)



All personal information that you provide here will be governed by the Privacy Policy of Blogger.


« Home | mary and max » //-->





Post a comment :