<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d4197132226586187837\x26blogName\x3dvad\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://voandoaderiva.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://voandoaderiva.blogspot.com/\x26vt\x3d-8192848790466781601', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
+












sábado, 4 de agosto de 2012

ethos

muitos brasileiros com quem falei tem uma característica curiosa em comum: acham que o povo brasileiro é o menos civilizado e menos culto do mundo, se considerarmos como mundo apenas o primeiro mundo. lamentam sempre que este país não seja mais como a europa ou os estados unidos. o que, pensando bem, nem foge muito do discurso típico português que lamenta não sermos mais norte-europeus.

de qualquer forma, lembrei-me disso hoje, ao tentar entrar na exposição impressionismo: paris e a modernidade – obras-primas do museu d’orsay, que hoje estreava no centro cultural do banco do brasil de são paulo às 15h. a entrada era gratuita, é certo, mas às 15h30 já a fila se estendia por centenas de metros e se falava numa espera de duas horas.

é grátis, bem sei, as pessoas adoram coisas grátis. mas o melhor eram mesmo os comentários, que ouvi de vários grupos de pessoas à medida que o avançar dos metros da fila me desencorajava: "até parece que aqui no brasil há tanta gente a gostar de arte".


escrito por joão martinho | | comentar




quarta-feira, 1 de agosto de 2012

o que se perde ao usar sempre o aeroporto de guarulhos

é incrível aterrar no aeroporto de congonhas, em são paulo, durante a noite e ir conhecendo aos poucos a topografia da cidade, desenhada pelas luzes dos arranha-céus.


escrito por joão martinho | | comentar




^